Prémio Sonae Media Art

Sonae e MNAC promovem segunda edição do maior prémio nacional na área dos novos media. Iniciativa única em Portugal pretende estimular a criação artística em formato inovador.

As candidaturas ao Prémio Sonae Media Art, iniciativa promovida pela Sonae em parceria com o Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado (MNAC-MC) decorrem até esta sexta-feira, dia 17 de fevereiro de 2017.

O prémio bienal é o maior em Portugal de incentivo à produção de arte na área dos novos media e selecionará cinco finalistas entre os candidatos, a quem atribuirá uma bolsa individual de cinco mil euros para o desenvolvimento de uma obra inédita, que será exposta no MNAC-MC. A exposição, que decorrerá ainda em 2017, será a base para a seleção do artista vencedor, que irá receber o prémio monetário de 40 mil euros.

O Prémio Sonae Media Art está aberto a todos os artistas de nacionalidade portuguesa ou a estrangeiros residentes em Portugal, com a idade máxima de 40 anos, inclusive.

Os interessados devem enviar à organização da iniciativa um mínimo de duas a um máximo de quatro obras, as quais serão avaliadas pelo júri de seleção, que escolherá os cinco finalistas. As obras podem ou não ser inéditas, mas devem ter, obrigatoriamente, uma data de produção inferior a cinco anos.

Os trabalhos têm de ser entregues atrás do site do projeto (http://www.sonae-mediart.com) ou em enviados para o MNAC-MC em suporte DVD, em pen USB, em ficheiro MP4, ou, no caso de projetos online, disponibilizando os respetivos links.

O júri de seleção será composto por Adelaide Ginga (Historiadora da Arte e curadora do MNAC), António Sousa Dias (Compositor, investigador e Professor Associado na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa) e Teresa Cruz (Investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens e professora de Teoria da Imagem, da Estética e Teoria dos Media e das Artes Contemporâneas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa).

O Prémio Sonae Media Art dirige-se às formas de criação artística contemporânea que utilizem meios digitais e eletrónicos, nas áreas de vídeo arte, projetos sonoros, projetos de exploração do virtual e da interatividade, bem como propostas de network, em que poderão estar incorporadas outras formas de arte como a performance, a dança, o cinema, o teatro ou a literatura.

Com o Prémio Sonae Media Art, iniciado em 2015, a Sonae pretende promover a criatividade e a inovação, estimular novas tendências e aproximar a sociedade à arte, possibilitando o desenvolvimento de experiências enriquecedoras de desenvolvimento pessoal e coletivo.

Finalistas serão conhecidos ainda em fevereiro

Os cinco artistas selecionados serão conhecidos no final do mês de fevereiro e receberão uma bolsa de cinco mil euros para a criação de uma obra inédita, que será exposta no MNAC-MC em 2017. O vencedor do Prémio Sonae Media Art será escolhido entre os cinco finalistas, através de uma avaliação das obras em exposição.

A iniciativa promovida pela Sonae e MNAC distinguiu, na sua primeira edição, a obra inédita de Tatiana Macedo “1989”, uma tripla projeção com som espacializado, onde a artista trabalhou três grandes linhas de questionamento: o documental, o ficcional e o arquivo, aspetos de importância fulcral no pensamento e prática artística da contemporaneidade, revelando uma investigação continuada na área do vídeo e do filme e das suas relações com a memória, a história e a cultura contemporâneas.

Um depoimento vídeo da primeira vencedora do Prémio Sonae Media Art, Tatiana Macedo, pode ser visto aqui.

 Informações adicionais e candidaturas em http://www.sonae-mediart.com

Mais informações

Tipo

Concurso

Disciplinas

Outra, Video