Hashtag #digital – As hashtags nas várias redes sociais

Por Pedro Mendes

Sendo esta rubrica chamada “Hashtag #digital”, era uma questão de tempo até escrever um artigo sobre essas palavras começadas com um cardinal (#) que tanto vemos por essa internet, apps, sites, TV e mundo fora.

O que são

As hashtags são palavras ou expressões, precedidas de um cardinal (#), que funcionam como palavras-chave, agregadoras de tópicos, e usadas nas principais redes sociais e aplicações. Tipicamente, ao clicar sobre (ou seleccionar) a hashtag, somos redireccionados para um apanhado de posts, tweets, ou artigos que estejam marcados com essa palavra-chave. É assim uma forma de agregar informação sobre um dado tema, de forma fácil.

Vou abordar as três principais redes sociais, bem como as minhas recomendações em termos de utilização de hashtags.

Twitter

O Twitter é o responsável pelo aparecimento e popularidade da hashtag no já longínquo ano de 2007. Começou a ser usada para fazer referência a um tópico noticioso, e o seu uso foi crescendo rapidamente, até se tornar parte integrante da plataforma, e uma da suas funcionalidades mais úteis.

A minha recomendação vai no sentido de usares um máximo de 2 hashtags por tweet, principalmente por cada tweet ter um tamanho limitado a 140 caracteres. Esses hashtags deverão, por isso, ser o mais relevantes possível.

Instagram

O Instagram é a rede social que hoje em dia mais cresce em termos de número de utilizadores. E tira desde o inicio partido das hashtags. A plataforma limita o seu uso a 30. No entanto, recomenda que se usem apenas 3. A minha recomendação vai para que usem entre 3 e 7, sempre relevantes. Isto para não serem apanhados pelos filtros de spam da plataforma. Podem ser usadas na descrição da imagem, mas há quem as coloque no primeiro comentário do post, para não sobrecarregar a descrição.

Facebook

O facebook chegou mais tarde à festa, e só em 2013 se apercebeu da utilidade das hashtags, tendo-as adoptado então. No entanto, não é uma funcionalidade muito usada nesta plataforma. A minha recomendação é que, por isso mesmo, não as uses, a não ser que seja para mostrares que sabes o que são, ou se forem relevantes para o teu post. Muitas pessoas usam-nas com um tom de ironia.

Conclusão

As hashtags são uma funcionalidade muito útil nas redes sociais, e que poderão trazer muitos seguidores, que estejam atentos aos temas “marcados” com elas. Ao explorar os conteúdos sob uma determinada hashtag, descobrem-se muitas vezes pessoas interessantes, com interesses comuns.

Mas, claro está, como tudo na vida a moderação é fundamental. Usa esta funcionalidade com conta, peso e medida, e certamente descobrirás e serás descoberto por pessoas muito interessantes.

A Linguagem Próxima, de que o Coffeepaste faz parte, presta agora o serviço de consultoria digital. Sabe mais aqui.

Pedro Mendes
Formado em Engenharia de Informática, trabalha há cerca de 20 anos no mundo digital, e publicou um livro de entrevistas com startups portuguesas. Tem tido vários blogs desde 2002. É um apaixonado desde sempre pelas artes e cultura. É um dos fundadores do Coffeepaste.

Deixa o teu Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.