Pablo Fernando (Evoé) – Entrevista

O Espaço Evoé existe desde 2002 no coração de Lisboa. Esta é uma escola de teatro, dança e música, com cursos livres, profissionalizantes e workshops.

Pablo01Pablo, enquanto membro fundador e actual director pedagógico, o que cresceu nestes 10 anos de actividade?
A questão não será tanto o que cresceu, mas o que melhorou ao longo destes dez anos, pois tivemos a felicidade de ser um projecto que nasceu muito forte, logo nos primeiros dois anos tivemos quase 300 alunos, o que permitiu criar uma dinâmica inovadora a nível de relações e redes artísticas, que com o passar dos anos têm dado os seus frutos.

Hoje temos vários ex-alunos que são professores na casa, que participam em projectos artísticos de porte, nas mais variadas áreas e companhias profissionais.

Actualmente sentimos que todo o processo pedagógico está maduro e relacionado com a realidade prática da criação. Para isto, têm contribuído muito as diversas actividades de consolidação de públicos e de partilha dos trabalhos realizados pelos nossos alunos, tanto ao nível das mostras internas, às quais damos o nome de Dionisíacas, onde os alunos têm a oportunidade de conhecer as metodologias de trabalho das diversas áreas artísticas desenvolvidas dentro do Evoé, bem como nas mostras multidisciplinares, ao qual damos o nome de Cabaré, onde os alunos apresentam os seus espectáculos e recebem artistas das áreas do cinema, da dança, das artes plásticas, entre outros, tanto do contexto nacional como internacional. Estas dinâmicas de mostras e de intercâmbio têm sido responsáveis pela criação de novos projectos artísticos.

Tudo isto, mais a constante passagem de alunos, professores e públicos diferentes, tem permitido à escola renovar-se e evoluir sem grandes mudanças aparentes. É exactamente na qualidade dos projectos e das relações que se estabeleceram a partir do Evoé, que encontramos a força e tranquilidade para sentir que ocupamos o nosso espaço no contexto da cidade de Lisboa.

Como é que funcionam e qual a duração dos cursos?
Na realidade, o Evoé tem dois campos de actuação, um direccionado às pesssoas que querem fazer uma formação profissional e seguir uma carreira artística na área do Teatro e outro direccionado a um público geral.

No primeiro, temos uma formação especializada e interdisciplinar, no qual os alunos têm a possibilidade de aprofundar os seus conhecimentos nas áreas do teatro do texto e do teatro físico, fazendo um percurso que envolve as disciplinas de criação de espectáculo, encenação, improvisação, interpretação, teatro de máscaras, teatro do gesto, voz e canto, viewpoints, suzuki, pantomima, entre muitas outras técnicas que permitem aos nossos alunos inserirem-se no mercado de trabalho com conhecimentos e saberes aprofundados em relação ao trabalho do actor e tudo aquilo que o rodeia.

No segundo campo, temos a formação de tempos-livres, dedicada a todos que encontram no teatro, na dança e na música um espaço de crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Está constituído por cursos de iniciação teatral, dança contemporânea, clown e comicidade, voz e comunicação, entre outros, que têm como público-alvo pessoas que gostam de Teatro ou que necessitam dum desenvolvimento pessoal e profissional no campo da comunicação, tais como professores, psicólogos, advogados.

Normalmente, estes cursos de tempos-livres desenvolvem-se dentro do calendário do ano-lectivo e os alunos podem entrar ao longo de todo o ano.

Temos ainda os workshops, formações de curta-duração, normalmente de três a quatro dias, nos quais os alunos podem experimentar uma das áreas acima citadas, e ter uma experiência prática e vivencial antes de dar início a uma formação mais continuada.

Pablo02Estamos desde há uns anos para cá numa conjuntura de crise. Em que medida é que foram afectados, e que passos tomaram para a enfrentar?
Esta é uma crise real e concreta que não está circunscrita aos discursos políticos e económicos e que portanto nos afeta a todos, mas felizmente temos sabido tirar algumas lições e estamos a crescer com ela. Se por um lado é um facto que nestes últimos dois anos sentimos o peso de todo o contexto económico, por outro tivemos a oportunidade de olhar um pouco mais para dentro e estabelecer uma relação de maior proximidade com os nossos alunos. Outra medida importante, foi focarmos ainda mais no campo da formação em detrimento do campo da produção artística, o que nos permitiu ter mais tempo e dedicação ao ensino e, assim, ter um crescimento sustentável que nos proporciona ganhos a nível da qualidade pedagógica e humana.

O Evoé está associado à RIEA – Rede Iberoamericana de Escolas de Atores. Quais as vantagens e como funciona esta parceria?
Sermos membros fundadores da RIEA, juntamente com as escolas de Madrid e Montevieo, foi certamente uma das maiores conquistas destes últimos anos. Hoje em dia já contamos com escolas em Bogotá, São Paulo, Santiago do Chile entre outras que estão a candidatar-se à nossa rede. Esta associação tem-nos permitido desenvolver uma dinâmica de intercâmbios, recebendo professores, alunos, espectáculos de diversas nacionalidades, bem como oferecer aos nossos estudantes a oportunidade de uma experiência de atuação e mesmo de formação em outros países, e ainda, de efetuarmos uma constante troca de conhecimentos a nível pedagógico e administrativo que tem melhorado a qualidade do ensino que oferecemos.

Quais os projectos futuros do Evoé?
Dentro do contexto da RIEA e do processo de intercionalização que se tem desenvolvido, estamos a preparar-nos para abrir uma nova escola no Brasil. O nosso objetivo é lançar uma Evoé – Escola de Actores Internacional em Florianópolis já para o próximo ano.

http://evoe.pt/index.php
http://www.evoe.pt/Rede-Iberoamericana-de-Escolas-de-Actores/intro.php

Comments

  1. Alexsandra says

    só tenho uma duvida este curso é a partir de que idade que se pode frequentar?

Trackbacks

  1. […] The event was Evoé’s end of year student presentation. Evoé is a theatre and dance school in Lisbon, and the show was put together by director Pablo Fernando. […]

  2. […] O evento foi a apresentação de final de ano dos alunos do Espaço Evoé. Trata-se de uma escola de teatro e dança de Lisboa, e o espectáculo foi coordenado pelo director Pablo Fernando. […]

Deixa o teu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.