Aula aberta de fusão de Flamenco-Árabe

Entidade promotora
Diálogos: Arte em Movimento

Aula aberta com inscrição prévia necessária para dialogos.arteemmovimento@gmail.com

O Oriente Médio (Ásia Ocidental e Meridional) e Norte de África são áreas historicamente entrelaçadas com a Europa Meridional, em particular com a Península Ibérica. Ao longo dos séculos foi sofrendo influências bizantinas, judaicas, africanas, ciganas e muçulmanas. A história e a cultura são a prova disso, e a música e a dança, parte integrante das mesmas, são a prova viva de quem somos e de que história, património genético e cultural, temos.

A Dança Oriental é de origem primitiva e inclui movimentos que originariamente eram parte dos rituais de fertilidade e de preparação para o parto. Fazendo a dança parte do dia-a-dia, tinha também um papel social e pessoal muito importante.

O Flamenco, com esta denominação e tal como o conhecemos nos dias de hoje, tem pouco mais de 200 complexos anos de história; mas afunda as suas raízes em tempos muitíssimo mais antigos.

No caso da dança – especialmente quando praticada por mulheres – a Dança Oriental e o Flamenco apresentam muitos pontos em comum, entre os quais o movimento rítmico das ancas, a relevância das acentuações, o jogo sinuoso do tronco e de braços e mãos, o mexer de corpos nas suas mais diversas formas e idades.

Sobre Carla Sofia:
Bailarina, Coreógrafa, Actriz e Professora de Dança Oriental & Fusão e ainda de Dança Criativa. Experimentou várias danças ao longo dos anos, contudo foi em 2007 que descobriu a Dança Oriental e tem sido nessa área que vem construindo maioritariamente o seu percurso. Actua regularmente em diversos eventos, produzindo também os seus próprios espectáculos, sejam a solo ou em grupo. Tem participado enquanto bailarina em vários festivais nacionais e internacionais, destacando-se o espectáculo “Corbeaux” da coreógrafa Bouchra Ouizguen, apresentado no Alkantara Festival (2018). Com as suas alunas, ganhou o 1.º prémio do II Festival de Dança de S. Domingos de Rana 2018 na categoria de danças populares / étnicas (adultos); e o 3º prémio da mesma categoria em 2019. Tem continuado a fazer formação em diversas outras danças, inclusivamente o Flamenco, estudando com mestres nacionais e internacionais.
Paralela e complementarmente à dança, também se dedica ao teatro enquanto actriz.
Certificada em Dança Oriental pelo Conselho Internacional de Dança (CID), integrado na UNESCO.

Sobre Martina María:
Bailarina, coreógrafa e Professora de Flamenco. Já membro do grupo “El Camino Flamenco” como bailarina e cantante, começou a dançar Flamenco e Sevillanas em 1999 e hoje em dia é bailarina da Escuela de Flamenco de Andalucía, instituição internacional que certifica os profissionais desta área. Participou em eventos e espectáculos, e segue formando-se e estudando com os mestres mais reconhecidos.
Estudou ballet durante 13 anos, dança contemporânea e moderna e danças tradicionais da Itália Meridional, tendo sido solista da companhia “Astarte”.

Data limite
20 de Maio 2020 pelas 17h

Local
Lisboa (online)

Data de realização
20 de Maio de 2020

Gratuito

Contactos
| e-mail: dialogos.arteemmovimento@gmail.com
| facebook: www.facebook.com/DialogosArteemMovimento
| instagram: ArteemDiálogo

Mais informações

Tipo

Formação

Disciplinas

Dança

Localidade

Online