Workshop “Jogos de Escuta”

Desenvolvido pela companhia brasileira “Teatro Autônomo”, que deu assinatura à criação de mais de uma dezena de projetos nos anos 2000, os Jogos de Escuta consistem numa técnica de improviso em que a ação dos Outros é o que impulsiona o meu fazer. Por “Outros” entende-se o outro ator que também joga e a todos os outros que habitam o espaço (luz, objetos, sons). A arte de se deixar, realmente, ser afetado pela pessoa diante de si, pelos outros e pelo entorno. Identificar a fagulha que já existe no encontro e escolher no que investir no jogo cénico, agora, no momento presente, e sempre em resposta a alguma coisa. Não se trata de uma pesquisa de dramaturgos sobre como conduzir narrativamente uma cena de improviso, mas, sim, intérpretes de uma realidade que se manipula no momento. Um treino de ator que se expande a outras técnicas, trabalhos e fases da profissão dos palcos, pois a qualidade de presença, a escuta, será sempre vital na arte de atuar.

Miguel Thiré, nascido em uma família de grandes atores do teatro brasileiro, além de ator é encenador e criador. No Brasil e na Europa, atuou, criou e encenou dezenas de espetáculos, dentre eles: “Alice o outro lado da história”(2020), “Cidade Maravilhosa” (2019),”Força Estranha” (2018), “Selfie” (2018), “O Que Você Gostaria Que Ficasse”(2012), “O Cara” (2012), “Superiores”(2006), “A Peça Que Dá Para O Torto”(2021), “Os Altruístas”(2011), “Macbeth”(2010).
Depois de inúmeras experiências com a Companhia Teatro Autônomo, dirigida pelo premiado encenador Jefferson Miranda, Miguel Thiré começou a aplicar os Jogos de Escuta como encenador e professor. Nos seus últimos três trabalhos, Miguel iniciou as criações a partir dos Jogos de Escuta, que possibilitaram a criação de uma dramaturgia a partir dos materiais trazidos por cada ator. Assim nasceu a encenação de “Alice, O Outro Lado Da História” – experiência imersiva de enorme sucesso em Lisboa 2020/21.

“Por conta da pandemia e de suas regras nos vimos forçados a recriar todo o texto do espetáculo, sua dinâmica e jogo com o público. Os jogos de escuta foram a farinha desta confeitaria propiciando instrumento para um jogo entre atores e com o público que era improvisado e novo a cada pagante que entrava tornando-o justamente mais que mero expectador.”

 

A prática será dada numa semana intensiva. Serão 5 dias seguidos, de 4 horas cada, para uma turma de, no mínimo, 8 e, no máximo, 14 alunos. Os treinos são em duplas, ou, raramente, em grupos pequenos, alternando sempre os membros a cada vez. Cada dupla que faz o exercício é assistida pelo restante da turma, que no final tece comentários sobre o que viu, sempre mediados pelo professor.

Este workshop é dirigido para atores e estudantes de representação.

Data limite de inscrições
20 de março de 2022

Local
Teatro do Bairro – Rua Luz Soriano 63, Bairro Alto, Lisboa

Datas de realização
21, 23, 24, 25 e 26 de março de 2022

Como inscrever-se
Enviar e-mail para jogosdeescuta2022@gmail.com

Custo
100€

Contactos
E-mail: jogosdeescuta2022@gmail.com
Contacto Telefónico: 912 495 006

Mais informações

Tipo

Formação

Disciplinas

Teatro

Localidade

Lisboa