As Gaivotas, de Teatro Praga

Não uma nem duas vezes, vários artistas que passavam pelo Pólo Cultural das Gaivotas ficavam com um arrepio no pescoço e com uma vaga sensação de serem observados; relatos corriam de sons vindos das paredes e de misteriosas presenças sentidas em todas as salas, independentemente da hora ou do dia. Apesar de tudo este ambiente, […]

PARALLEL Review Lisboa 2021 – A imagem enquanto ato de intervenção

Por Sandra Vieira Jürgens * Tantas vezes a contemporaneidade encara a imagem como um ato de submissão, a regras, a cânones, a tendências, a modas. É uma perspetiva justa. A imagem cumpre, muitas vezes, esse fim, contudo, há mais vida na imagem para além disso. O PARALLEL Review Lisboa 2021, numa das suas concretizações, a […]

Paisagens privadas

Por Ivo Saraiva e Silva Imaginar um anti-herói do futuro obriga a especular-se circunstâncias dentro de contextos privados. Nesse exame narrativo não muito diferente dos habituais, prevê-se que o anti-herói acorde com o barulho da chuva, tal como soletra a cartilha. No entanto, este anti-herói não desperta molhado, e não é por ter uma capa […]

Imagens: em movimento para construir novos imaginários

Por Sérgio Silva O cinema brasileiro tem existido e desaparecido em ciclos, belas épocas, oscilando do ânimo esperançoso, promessas de estabilidade, sucessos de público, fechos e reaberturas de salas, encerramentos e retomas. Se houver vontade de conhecer este cinema, será preciso enfrentar estes obstáculos. Esta parece também a história da Cinemateca Brasileira. O arquivo de […]

Ensaio para uma Topografia, de Mónica Calle

A atriz, criadora e encenadora Mónica Calle só nos tem habituado ao inesperado. Começando pelo seu percurso periférico, na melhor das aceções, cujo trabalho incide sobre geografias desprestigiadas ou com comunidades que não constituem o cânone do chamado meio artístico, terminando nas escolhas cénicas onde nos conduz habitualmente para o privado, para o obscuro, para […]

15 anos do Coffeepaste – Uma espécie de Timeline

Por Pedro Mendes 19 de Outubro de 2006 Publica-se o primeiro post de sempre no Coffeepaste, na altura um blog. Tratava-se de uma audição para teatro. A publicação foi feita por um dos membros do Coffeepaste, Galão (Carlos Custódio). Os outros dois membros eram Bica Curta (Rita Lucas Coelho) e Café Cheio (Pedro Mendes). A […]

Fuck me harshly, de Mário Coelho

Mário Coelho, um dos mais prolíficos artistas emergentes, concluiu com grande estrondo o seu díptico Gently-Harshly no CCB, no passado Setembro. Foi no término da pandemia, enquanto se dá lugar a um antigo normal que ninguém parece reconhecer, que apresentou Fuck Me Harshly, um espetáculo ainda mais cáustico e ainda mais sombrio que o seu […]

Perguntório #11: Qual “A” medida de política cultural que o Governo deve tomar?

A rubrica “Perguntório” está de volta, depois de umas férias pandémicas. Na altura em que se começa a ver a luz ao fundo do túnel da crise de saúde, mas não da crise social e económica, perguntámos a três agentes culturais qual “A” medida de política cultural que o Governo deve tomar. Aqui ficam as […]

Como produzir/ser uma arma falsa

Por Ivo Saraiva e Silva Ruiz Alonso disse a Miguel Rosales: <<Fizeram mais dano com a caneta do que outros com a pistola>>., in SOREL, Andrés, 1998, Eu, García Lorca, trad. Luís Filipe Sarmento, Navarra: Editorial Txalaparta s.l. Os dispositivos tecnológicos que fazem parte do quotidiano têm-se revelado ferramentas cruciais no modus vivendi de uma […]

BoCA

À medida que o verão expira os derradeiros bafos estivais, sente-se chegar o bom hálito da BoCA em suaves ventos que varrem o país, de norte a sul. A Bienal de Arte Contemporânea tomou um rebuçado de mentol e refrescou a programação nacional durante o mês de setembro, trazendo à cena alguns nomes que se […]