Coffee Break Episódio 100: 26 Artistas, 28 Poemas

O primeiro episódio deste podcast foi publicado dia 4 de maio de 2020, com uma entrevista à criadora Patricia Portela. Desde então, partilhámos entrevistas, crónicas, debates, leituras encenadas, e muito mais. Hoje publica-se o episódio número 100. Para marcar este centenário convidámos 26 artistas a dizer um poema de sua escolha. A adesão e generosidade destes artistas foi comovente, e o resultado é impressionante, pela diversidade de temas e autores escolhidos. Sem saber ainda que frutos esta iniciativa poderá dar no futuro, agradecemos do fundo do coração aos artistas que aqui apresentamos, que representam todos os artistas, que tanto admiramos e que, através destes, homenageamos.

Aqui fica a lista dos poemas, autores e participantes:

  • “Convida-me para jantar”, de Ana Goês, Por André E Teodósio
  • “Borboletas”, de Manoel de Barros, por Bibi Dória
  • “Curiosidades estéticas”, de António Boto e “Já”, de Alberto Pimenta, por Cláudia Jardim
  • “Não sei como dizer-te”, de Herberto Hélder, por Daniel Matos
  • Excerto do livro “Água Viva”, de Clarice Lispector, por Diego Bragà
  • “Enivrez vous”, de Charles Baudelaire, por Estelle Valente
  • “O que é o nada antes da tempestade?”, de Camila Assad, por Gaya de Medeiros
  • “O Portugal Futuro”, de Ruy Belo, por Guilherme Gomes
  • “Na tua mão”, de Inês Lampreia, por Inês Lampreia
  • Do livro “Poemas escolhidos”, de Ron Padgett, por Joana Gama
  • Do livro “Dias e dias”, de Adília Lopes, por João Pedro Mamede
  • Do livro “Dia sim dia não fazer chantagem”, de Maria Isabel Iorio, por Keli Freitas
  • “Plano”, de Nuno Júdice, por Leonor Keil
  • Epílogo da peça “Civilização”, de Lígia Soares, por Lígia Soares
  • “O valor do vento”, de Ruy Belo, por Miguel Loureiro
  • Adília Lopes, com algumas coisas de Maria Teresa Horta, por Miguel Moreira
  • “Poeta castrado, não!”, de José Carloso Ary dos Santos, por Miguel Seabra
  • Os poemas “O meu nome” e “Abril”, de Gisela Casemiro, por Nádia Yracema
  • “A abertura”, de Luís Miguel Nava, por Né Barros
  • “Caderno de notas Nr10”, de Daniil Harms, por Patrícia Portela
  • Parte de “Apocalipse Árabe”, de Etel Adnan, por Paula Diogo
  • “É no meu corpo que morreste”, de António Franco Alexandre, por Pedro Barreiro
  • Do livro “Estar em casa”, de Adília Lopes, por Raimundo Cosme
  • “História Natural”, de Fernando Luis Sampaio, por Ricardo Teixeira
  • “Menos olhos que barriga”, de Sónia Baptista, por Sónia Baptista
  • Do livro “A cabeça entre as mãos”, de Herberto Helder, por Vera Mantero
  • Faixa Extra: Poem Strip ou a Poesia Quase Toda, uma seleção de textos poéticos por Nélson Guerreiro
  • Faixa Extra 2: “O livro dos mortos”, de Natália Correia, por Gonçalo Egito, Patrícia Fonseca, Gonçalo Botelho e Rogério Vale

Recursos

Se quiseres apoiar o Coffeepaste, para continuarmos a fazer mais e melhor por ti e pela comunidade, vê como aqui.

Comments

  1. rachel korman says

    parabéns! belíssimo episódio 100!

Deixa o teu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.