Das escolhas e do futuro

Por Pedro Mendes

Por vezes, com a voragem do novo e dos novos, esquecemos as gerações mais experientes. O espectáculo “Os Filhos” demonstra como a idade nos traz densidade, intensidade, e um certo “fazer parecer fácil”. Ver os actores Custódia Gallego, João Lagarto e Maria José Paschoal em cena, neste texto de Lucy Kirkwood encenado por Álvaro Correia, prova-nos que um bom actor é-o independentemente da idade. O texto pede personagens em idade de reforma, com uma vida de trabalho intensa no seu passado, mas com planos para o futuro próximo.

Um casal de cientistas reformado vive numa pequena casa, para onde se mudou depois de um acidente na central nuclear onde trabalharam. Certo dia, recebem a visita de uma ex-colega, que lhes faz uma proposta inesperada. Será possível regressar? Será uma sentença de morte? Que fantasmas se desenterram com esta visita? Relações cruzadas, diálogos cruzados, passado presente e futuro, tudo se interlaça neste excelente texto.

Os três actores estão em plena forma e são absolutamente convincentes nas suas personagens. Os três têm larga experiência nos palcos e nos ecrãs portugueses, e transportam essa bagagem para o palco do Teatro Aberto, onde o espectáculo fica em cena até 3 de julho de 2022.

O desenho de luz criado por Manuel Abrantes é muito eficaz, acrescentando uma camada ora festiva, ora de intimidade, ora de incerteza. A maior ou menor intensidade, bem como os locais onde a luz incide são um elemento importante.

A encenação de Álvaro Correia, actor e encenador de créditos firmados, é segura e transpõe para cena um texto por vezes duro, outras mais leve, sempre sem quebras de ritmo.

O espectáculo tem o tema do nuclear sempre presente, mas “não é um debate sobre as vantagens e desvantagens da energia nuclear”, refere a autora do texto, Lucy Kirkwood, em entrevista.

O encenador, em entrevista ao Coffeepaste, afirma que o espectáculo termina numa nota de esperança. Já este que vos escreve saiu da sala com uma nota de angústia.

Este é um espectáculo que agradará a públicos diversos, pois alia um bom texto, a uma eficaz encenação, e a superiores interpretações.

“Os Filhos”, de Lucy Kirkwood
01/05/2022
Teatro Aberto

Encenação: Álvaro Correia
Com: Custódia Gallego, João Lagarto e Maria José Paschoal.
Em cena até 3 de Julho de 2022

Foto: Filipe Figueiredo

Relacionado

Se quiseres apoiar o Coffeepaste, para continuarmos a fazer mais e melhor por ti e pela comunidade, vê como aqui.

Deixa o teu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.