iTMOi – In the mind of Igor

Quando:
26 de Fevereiro, 2017@4:00 pm_5:00 pm
2017-02-26T16:00:00+00:00
2017-02-26T17:00:00+00:00
Onde:
Companhia Nacional de Bailado
Passeio Neptuno
1990 Lisboa
Portugal
Contacto:
Companhia Nacional de Bailado
218 923 470
Neste trabalho, interessam-me as dinâmicas com as quais Stravinsky transformou o mundo clássico da música evocando emoções através de padrões, em vez de expressões, e como esses padrões foram enraizados no conceito de uma mulher que dança até à morte. Para mim, esta abordagem é de uma enorme inspiração. Mas, de certa forma, espero poder investigá-la novamente, não apenas através de padrões, como Stravinsky o fez, mas também através da exploração da condição humana.
Uma ruptura na mente, uma morte no corpo e um nascimento na alma, tudo lembrando-nos que a mente e a imaginação são selvagens e auto-criativas. Adicionalmente, criar esta obra com três compositores diferentes – Nitin Sawhney, Jocelyn Pook e Ben Frost – permitiu-nos descobrir inúmeros e diversos sons, usando Stravisnky como referência, o guia, o mapa.
Akram Khan
Akram Khan direção artística e coreografia ∙ Nitin Sawhney, Jocelyn Pook e Ben Frost música original ∙ Matt Deely cenografia ∙ Kimie Nakano figurinos ∙ Fabiana Piccioli desenho de luz ∙ Ruth Little dramaturgia ∙ Joel Jenkins pesquisas ∙ Nicolas Faure desenho de som ∙ Andrej Petrovic direção de ensaios com a assistência de TJ Lowe, Catherine Schaub Abkarian e Sadé Alleyne ∙ Kristina Alleyne, Sadé Alleyne, Ching-Ying Chien, Sung Hoon Kim, Denis “Kooné” Kuhnert, Yen-Ching Lin, Christine Joy Ritter, Catherine Schaub, Abkarian, Nicola Monaco e Blenard Azizaj conceção e interpretação do material original ∙ Melanie Pappenheim, Tanja Tzarovska, Manickam Yogeswaren, Voya Zivkovic, Jocelyn Pook cantores (partitura de Jocelyn Pook)
Artistas da Companhia Nacional de Bailado interpretação
Figurinos executados no atelier da CNB sob orientação da Mestra Paula Marinho ∙ Sander Loonene Firma Smits planos e construção do cenário

Deixa o teu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.