Testament

Quando:
6 de Julho, 2014@5:00 pm_7:00 pm
2014-07-06T17:00:00+01:00
2014-07-06T19:00:00+01:00
Onde:
Culturgest
1000-300 Lisboa
Portugal
Custo:
14€ · Até aos 30 anos: 5€
Contacto:
Culturgest
21 790 51 55
cultConceito She She Pop Com Sebastian e Joachim Bark, Lisa Lucassen, Mieke e Manfred Matzke, Ilia e Theo Papatheodorou Cenografia SSP e Sandra Fox Figurinos Lea Søvsø Música Christopher Uhe Luz Sven Nichterlein Som Florian Fischer Assistência e Apoio dramatúrgico Veronika Steininger Estagiária Laura Lo Zito Produção e relações públicas ehrliche arbeit – freelance office for culture Administração Elke Weber Uma produção She She Pop em coprodução com HAU Hebbel am Ufer Berlin, Kampnagel Hamburg e FFT Düsseldorf financiada por Cidade de Berlim, Cidade de Hamburgo e Fonds Darstellende Künste e.V. Estreia 25 de fevereiro de 2010, HAU Hebbel am Ufer Berlin

Better thou / Hadst not been born than not to have pleased me better.

Rei Lear à sua filha

Daddy’s working boots have filled their obligation.

Dolly Parton sobre os sapatos do pai

Na primeira cena do Rei Lear de Shakespeare, o velho tenta entregar o reino num gesto grandioso às suas três filhas na esperança de assim garantir uma solução para a sua velhice – um plano que falha violentamente. Isto não surpreende, já que, de todas as permutas em que nos envolvemos, a que se faz entre as gerações é a mais complicada e tortuosa.

Os estábulos que é preciso limpar estão cheios até cima com datas e pormenores, bugigangas, genealogias, leis de descendência e herança, doenças hereditárias, juramentos de amor, assistência ao domicílio, faturas do gás e sentimentos de culpa – tudo é moeda de troca neste confronto público de filhas e pais. Para Testament, as She She Pop convidaram os seus pais a juntarem-se-lhes em cena. O teatro é a mesa das negociações para um processo utópico: um compromisso entre as gerações.

Escolhido como um dos melhores espetáculos alemães de 2010, no Theatertreffen de Berlim, Testament tem cativado os teatros europeus e mundiais por onde passa.

She She Pop é um coletivo de Berlim fundado em finais dos anos 90. Não têm encenador ou autor: a responsabilidade artística é dos performers, que encontram tarefas interessantes para cumprir e resolver em palco, no que é por vezes interpretado como teatro autobiográfico. She She Pop é um coletivo experimental (porque explora os princípios básicos da comunicação teatral) e feminino (independentemente da existência de membros e colaboradores masculinos).

Desde o início que se aprecia a profundidade lúdica de pensamento que She She Pop colocou nesta peça formalmente aventurosa e maliciosamente comovente de “reality theatre”. Parte análise de texto, parte autoanálise, o espetáculo da companhia alemã explora arquétipos shakespearianos como modelos duradouros da psicologia contemporânea. (…) O prazer inebriante de Testament é que é possível divertir-se imenso e ser esperto ao mesmo tempo.

Peter Crawley, The Irish Times, outubro 2011

Deixa o teu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.