As Três (velhas) Irmãs

Quando:
22 de Fevereiro, 2015@4:15 pm_5:45 pm
2015-02-22T16:15:00+00:00
2015-02-22T17:45:00+00:00
Onde:
Teatro Nacional D. Maria II
Praça Dom Pedro IV
1100 Lisboa
Portugal
Custo:
Preço: 12€ e 6€ (com descontos aplicáveis)
Contacto:
Teatro Nacional D. Maria II
Telefone - 800 213 250

as_tres_velhas_irmas_calipio_padilhaNova Companhia / TNDM II / Teatro Nacional de São João.

A partir de Anton Tchekov.

Direção – Martim Pedroso

Interpretação – Graça Lobo, Mariema, Paula Só e Martim Pedroso

Perdidas algures na gélida província russa, em torno da mesa da sala da casa de família, as irmãs Olga, Masha e Irina preparam-se para comemorar o aniversário da última. A ocasião é talvez um pretexto, ou um argumento, para falar do passado e sonhar ainda com um futuro noutro tempo e noutro local (Moscovo, ou, porque não, Londres…).

Na verdade, em palco não estão propriamente as três irmãs, mas sim Graça Lobo, Mariema e Paula Só, sendo as suas memórias pessoais, do teatro e da vida, a confundirem-se com as das personagens de Tchèkov. Por isso, Martim Pedroso, artesão deste “espetáculo-homenagem”, se refere a As Três (Velhas) Irmãs como “uma memória de Tchèkov”, carregada de imagens projetadas por três grandes atrizes do teatro português.

Mas, este não é um espetáculo feito apenas de passado. Graça Lobo conta as suas histórias com a jovialidade de quem permanece eternamente jovem, Mariema continua a cantar como se tivesse 20 ou 30 anos, e Paula Só representa uma Irina tão incrivelmente virginal como se o tempo não tivesse passado por ela. Como sublinha Martim Pedroso, “o artista nunca perde a vontade de fazer o seu trabalho, porque sempre emprestou a vida à arte e a arte à vida”. Talvez por isso, “a peça simboliza o querer viver” e deixa um lastro de futuro, mesmo quando se sabe que o tempo não cessa a sua marcha.

Deixa o teu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.