Amor fati*

Por Inês Lampreia Dois mil e vinte Encostava a testa à janela e observava a partir do sexto andar. Lá em baixo, a avenida, que sempre emanava um conjunto de sons, parecia agora um lugar assustador porque vazio. Da televisão ouviam-se vozes matraqueadas dizendo que morriam pessoas. Números contínuos daqueles que sucumbiam ou recuperavam do […]

Suspensão

Por Inês Lampreia Surpreendi-me, em particular, com o número de pessoas na sala. Era sexta-feira à noite, a estreia de um espetáculo, e estariam talvez 50 pessoas naquela plateia de cerca de 600 lugares. Facto demonstrativo de uma certa decadência da máquina cultural da cidade ou da provável má gestão dos equipamentos que nos últimos […]